terça-feira, 8 de setembro de 2015

Cozinha saudável

O ato de cozinhar, permite transformar produtos alimentares naturais, que não podem ser consumidos crús (por segurança alimentar ou por baixa digestibilidade), em produtos comestíveis, seguros e de fácil digestão, idealmente com aspeto mais apelativo, melhorando texturas e sabores.

A alimentação deve ser, e em particular para as crianças, visualmente apelativa, onde se possam distinguir cores e aromas, saborosa, saudável e nutritiva.

Alimentos de boa qualidade e em bom estado de conservação

A confeção começa pela escolha dos produtos alimentares... se não tiver produtores locais de confiança, compre poucas quantidades de fruta e legumes de cada vez, nas grandes superfícies, para não se estragarem, e se não os utilizar num período de 2 a 3 dias, congele os legumes e frutos que possam vir a ser utilizados em pratos cozinhados. Quanto ao peixe, muitas vezes a escolha mais segura para as crianças são os ultra-congelados.

Métodos de confeção 

Os métodos de confeção a utilizar para cozinhar de forma saudável para as crianças devem ser escolhidos por forma a permitirem aproveitar o melhor do valor alimentar dos produtos e evitarem doenças ou contaminações.

Como tornar os cozinhados mais saudáveis?

Os cozidos e os estufados devem ser os preferidos. Cozidos a vapor conservam mais propriedades nutritivas, mas se cozer os legumes em água, aproveite essa água para sopas ou como caldo para os estufados.

Fritos, assados e refogados devem ser consumidos menos regularmente.
Nunca ingerir ou dar às crianças as partes mais queimadas dos grelhados ou assados, uma vez que contêm substâncias com potencial cancerígeno.

Nunca refogar a cebola sozinha com o azeite. Adicionando mais legumes logo no início ou um pouco de água ou caldo de legumes (não de compra, caseiro) e cozinhando em fogo mais lento, torna o refogado mais saudável.

Retirar todas as peles e gorduras visíveis das aves ou carne.

As gorduras não devem ser excessivamente aquecidas e nos casos dos fritos, não devem ser reutilizadas,
Azeite é a melhor gordura para cozinhar. Também se pode utilizar o óleo de amendoim para fritar, mas os outros óleos (milho, soja, girassol) só devem ser consumidos crús.

Introduzir mais variedade de ervas aromáticas para temperar, reduzindo assim a quantidade de sal utilizado.
Evitar enlatados e caldos concentrados, uma vez que são fontes excesivas de sal. Se os utilizar, reduza ou restrinja a quantidade de sal adicionada aos cozinhados.

Sem comentários: