quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Crianças em idade pré-escolar - necessidades nutricionais

O meu filho tem 4 anos, super activo, bom garfo, mas com alguma seletividade alimentar: não gosta muito de leite, gosta mais de iogurte, é mais inclinado para fruta, pão, tostas, queijo, sopa, legumes (só brocolos), algum peixe e carne e adora ovos (cozidos para ele são um ótimo snack, mesmo na praia). Também é guloso, e tem de haver mais controle nas compras e no que temos disponível na dispensa, porque adora bolachas, bolachinhas (recheadas com chocolate ainda melhor), doces e a sua perdição - gomas... (as festas de aniversário são problemáticas, mas se tentarmos manter a restrição semanal, claro que pode comer estes "extras" em dias de festa). Tento sempre organizar o dia dele, conforme recomendações internacionais e nacionais, não impondo mas negociando por forma a que ele se alimente o mais saudavelmente possível... nem sempre ganho, mas vou insistindo.

As crianças em idade pré-escolar estão numa fase de rápido crescimento, são mais activas e começam a definir os gostos alimentares. Se durante a infância, as crianças tiverem contanto sensorial com uma grande variedade de alimentos, será mais fácil gostarem "de tudo", ou pelo menos, de desenharmos para elas uma alimentação saudável.

A alimentação saudável está assente em três princípios: deve ser completa, equilibrada e variada; e é facilmente representada pela nova Roda dos Alimentos.

Crianças em idade pré-escolar, com peso adequado à altura, saudáveis, devem ingerir diariamente entre 1300kcal (para crianças com 3 anos) e 1700kcal (para crianças com 6 anos) distribuídas pelos seguintes grupos alimentares:

Leite e derivados: 2 a 3 porções por dia (1 porção equivale a 250ml de leite meio gordo ou 1 iogurte líquido ou 1 iogurte e meio sólido ou 2 fatias finas de queijo (40g) ou 50g de queijo fresco)

Carne, pescado e ovos: 2 porções por dia (50 a 60g de carne magra (sem gorduras visíveis) ou 70 a 80g de peixe ou 1 ovo)
Nota: comer 1 vez por dia carne e 1 vez peixe, e possibilidade de alternar com ovos, até 3 vezes por semana)

Cereais e derivados e tubérculos: 4 porções por dia (1 porção equivale: 50g de pão, 3 colheres de sopa de arroz ou massa cozinhados, 1 batata de tamanho médio, 4 colheres de sopa de cereais de pequeno-almoço ou 6 bolachas tipo Maria/água e sal redondas)
Nota: preferir pão de mistura, de cereais, e os cereais de pequeno-almoço, preferir os integrais, não açucarados.

Gorduras: 1 porção por dia (1 porção equivale a 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de sobremesa de manteiga ou margarina ou 4 colheres de sopa de nata (30ml))

Leguminosas: 1 porção por dia (1 porção equivale a 3 colheres de sopa de leguminosas secas (feijão, grão ou lentilhas) cozinhadas ou 3 colheres de sopa de leguminosas frescas (ervilhas ou favas))

Fruta: 3 porções por dia (1 porção equivale a 160g de fruta fresca)

Produtos hortícolas: 3 porções por dia (1 porção equivale a 1 chávena almoçadeira de legumes cozinhados ou 2 chávenas almoçadeiras de legumes crús)

Nota: fruta, produtos hortícolas e leguminosas são excelentes fontes de fibras alimentares, fundamentais para o bom funcionamento intestinal e prevenção de doenças degenerativas. O almoço e o jantar da criança deve começar sempre com um prato de sopa e terminar com uma porção de fruta, e o prato principal deverá ser acompanhado com leguminosas, legumes cozinhados ou salada.

A água foi introduzida no centro da  Nova Roda dos Alimentos, por fazer parte de quase todos os grupos de alimentos, e por ser indispensável à vida, deve ser ingerida diariamente e em abundância (até 1,5lt).

Espero que esta informação possa ajudar na elaboração dos planos alimentares dos vossos filhotes...

Fontes: www.dgs.pt , www.alimentacaosaudavel.dgs.pt

Sem comentários: