terça-feira, 17 de maio de 2016

Controlar a Hipertensão no prato!

Comemora-se hoje, 17 de Maio, o Dia Mundial da Hipertensão e na população portuguesa tem uma importância acrescida visto cerca de 42% da população sofrer desta patologia. Apesar de inicialmente ser assintomática, tem consequências terríveis quando não controlada, como Acidentes Vasculares Cerebrais, Doenças Renais...
Sabe-se que a forma de controlar a pressão arterial é controlar o peso, o perímetro abdominal e a ingestão de sódio.
A alimentação tem um papel fulcral no controlo da pressão arterial, pois uma alimentação rica em fruta e legumes, restringida na ingestão de gorduras, produtos processados e com quantidades excessivas de sal, permite reduzir a pressão arterial e mantê-la em níveis normais. À alimentação deve ser aliada a prática regular de exercício físico.

Hipertensão arterial e as crianças
Se não tiverem patologia subjacente, só será desenvolvida a Hipertensão em idade adulta se a criança for obesa ou com excesso de peso durante toda a infância, com péssimos hábitos alimentares e inativa.

Como modificar esta tendência?  
Os bons hábitos de vida devem ser incutidos desde a infância e especialmente pelo bom exemplo que os cuidadores deverão dar, quer na alimentação, quer num estilo de vida mais ativo.
A fase de diversificação alimentar é muito importante para o bébé apreender novos sabores e ser mais fácil no futuro de manter uma alimentação diversificada. (TRUQUE: durante a gravidez o líquido amniótico tem sabor, o sabor dos alimentos ingeridos e é o primeiro contato que o bébé tem com os diferentes sabores; durante a amamentação manter uma alimentação diversificada também permite experimentar sabores).

Nunca adicionar sal à comida do bébé! Ele não conhece o sabor salgado, por isso não lhe faz diferença. Quando começa a comer a refeição familiar, o uso de sal deve ser controlado... prefiram ervas aromáticas, que enriquecem os pratos de forma muito mais saudável e permitem variar mais os sabores.

Não ter sal à mesa! Não adicionar sal directamente no prato!

Escolher produtos alimentares, sempre que possível, com teor reduzido de sal, como queijos, pão,...

Evitar consumo de produtos processados, refeições pré-feitas,...,que têm níveis altos de sódio.

Evitar consumo de refrigerantes!

Prefira alimentos frescos, naturais, pouco manipulados!

Trate do seu coração e do coração dos seus filhotes!

Sem comentários: